segunda-feira, 25 de maio de 2009

CULTURA COMO ORDEM SIMBÓLICA

A instituição da cultura se deu no momento em que os seres humanos instituiram para si mesmos REGRAS e NORMAS de conduta que asseguravam a preservação da comunidade. Se que se estas nao fossem obedecidas o indivíduo poderia ser punido (que poderia ir de um castigo ou expulsão, até a morte).

O QUE É UMA LEI? É um mandamento social que organiza toda a vida dos indivíduos e da comunidade, tanto porque determina o modo estabelecido pelos costumes e de sua transmissão de geração para geração como porque preside as ações que criam as instituições sociais (religião, família, formas de trabalho, guerra e paz, distribuição das tarefas, formas de poder, etc.). A lei não é simples proibição para certas coisas e obrigações para outras, mas é a afirmação de que os humanos são capazes de criar uma ordem de existência que não é simplesmente natural (fisíca e biológica). Essa ordem é a ORDEM SIMBÓLICA.

ORDEM SIMBÓLICA: sentido que está além da presença material. Campacidade de atribuir significados e valores às coisas e aos homens, distinguindo entre bem e mal, verdade e falsidade, beleza e feiúra, determinando se uma coisa ou uma ação é justa ou injusta, legítima ou ilegítima, possível ou impossível. É a dimensão simbólica que dá a ideia de proibição do incesto e do cru.

É a linguagem e o trabalho que dão consciência aos seres humanos do tempo e das diferenças temporais (passado, presente e futuro).
A consciência da morte, traz o sentido de próximo e distante, de alto e baixo, de grande e pequeno, de vísivel e invísivel.

TRÊS SENTIDOS ESSÊNCIAS DA CULTURA

1. Criação da ordem simbólica da lei: sistemas de obrigações estabelecidos a partir da atribuição de valores às coisas (boas, más, perigosas, sagradas e diabólicas). Os seres humanos e suas relações (diferenças sexuais, significado da virgindade, fertilidade e virilidade, diferença etária e forma de tratamento das crianças, dos mais velhos e mais jovens, formas de tratamento dos amigos e inimigos, formas de autoridade e formas de relação com o poder). Acontecimentos (significado da guerra, da peste, da fome, do nascimento e da morte, obrigação de enterrar os mortos, etc).
2. Criação de uma ordem simbólica da sexualidade, do trabalho, da linguagem, do espaço, do tempo, do sagrado e do profano, do vísivel e do invísivel. Os símbolos surgem para interpretar a realidade, dando sentido a presença do humano no mundo.
3. Conjunto de práticas, comportamentos, ações e instituições pelas quais os seres humanos se relacionam entre si e com a natureza e dela se distinguem, agindo sobre ela ou através dela, modificando-as (rituais de trabalho, rituais religiosos, construção de habitações, fabricação de utensílios e instrumentos, culinária, tecelagem, vestuário, formas de guerra e paz, formas de autoridade, dança, música, pintura, etc.).

Os sistemas de proibição e permissão, as instituições sociais, religiosas, políticas, os valores, as crenças, os comportamentos variam de formação social para formação social e podem variar numa mesma sociedade no decorrer do tempo, assim, cultura existe no plural, culturas.
Cultura também é sinônimo de criação de obras da sensibilidade e da imaginação_ as obras de arte_ e de criação de obras da inteligencia e da reflexão, isto é, ciência e filosofia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instruções:
1- Poste o comentário até a data limite, para ser avaliado pela professora.
2- Após a avaliação ele será publicado.
3- Informe Nome, Número e Série.

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Ilhabela, São Paulo, Brazil
Todos os Professores